Experiências que podes fazer em casa
Construindo asteróides
O espaço entre os planetas está repleto de milhões de corpos rochosos de pequenas dimensões, os asteróides. Os asteróides são restos da nuvem que deu origem ao Sistema Solar.

Vamos criar um modelo de um asteróide.

Vais precisar de:

- Caneta ou lápis
- Espátula ou colher
- Plasticina
Como fazer:

1. Molda a plasticina com uma forma aproximada
a uma das imagens que se apresentam ao lado;

2. De seguida, molda as crateras (“buracos”)
maiores com a espátula ou colher;

3. Para moldares as crateras de tamanho médio, usa a parte de trás da caneta ou lápis, pressionando na plasticina;

4. Com o bico do lápis ou da caneta, pressiona levemente a plasticina e consegues criar as crateras mais pequenas.


Porquê crateras de vários tamanhos nos asteróides?

As crateras foram formadas ao longo de milhões de anos, quando os asteróides chocaram com outros corpos de diferentes tamanhos do Sistema Solar. O impacto das colisões permitiu a formação das crateras.
Os asteróides são formados de rocha e metal e podem ter as mais variadas formas e tamanhos.
O maior asteróide conhecido tem forma esférica, cerca de 930 km de diâmetro e chama-se Ceres. Para teres uma ideia do seu tamanho, Portugal continental mede 960 km entre o ponto mais a norte e o ponto mais a sul, este asteróide tem um diâmetro quase do tamanho do nosso país!
Imprimir
« voltar
  2018 © Centro de Ciência Júnior . Política de Privacidade powered by ponto.C | webdesign by walk